Conheça a ONG TIA: aquela que transforma lágrimas em riso

21 de janeiro de 2021
O TIA, Associação Terapia Intensiva de Amor é uma OSC (Organização da Sociedade Civil) sem fins lucrativos composta por “doutores palhaços” de hospital. Temos como principal missão transformar todo e qualquer ambiente, buscando a resiliência do ser humano. Missão essa que vai totalmente de encontro com a atual realidade pandêmica, não é mesmo?
Você sabe o que é resiliência? Ela significa a capacidade de se redescobrir frente a grandes mudanças, de olhar pra dentro e se encontrar consigo mesmo. Principalmente porque, quando passamos por uma situação difícil, acabamos nos "perdendo" ou simplesmente esquecemos o quão fortes podemos ser, e é inevitável que isso aconteça.
E é isso que o TIA tem buscado cada vez mais. Durante a pandemia, nos reinventamos e agora não estamos somente nos corredores, quartos e alas dos hospitais: estamos também dentro da casa das pessoas, através de suas amigas fiéis, as redes sociais!
O riso em meio a esse processo que estamos vivendo e em qualquer outro processo de sofrimento é muito importante, pois toda comédia nasce a partir de uma tragédia, você sabia? E isso também acontece com o riso, que pode surgir até mesmo em meio às lágrimas.
Uma vez que essa "mágica" acontece, a esperança brota e dá um novo significado àquele momento! Essa magia toda acontece quando o palhaço atua, quando ele coloca pra fora todo seu "poder" de transformação. O doutor palhaço, mesmo que de uma forma cômica, nos faz entender que todo processo de dor é capaz de trazer crescimento e pode sim ser passado de uma forma mais leve e mais feliz!
E ao mesmo tempo esse mesmo doutor palhaço nos faz rir, sabe que muitas vezes estaremos lá para fazer chorar, aliás, para ajudar a chorar; ajudar aquela pessoa a expressar seus sentimentos, a aliviar tudo aquilo que ela está carregando dentro de si. O doutor palhaço leva pra ele, se necessário for, toda aquela carga e deixa ali somente a esperança de dias melhores. Isso que eu chamo de um procedimento médico e tanto, não é mesmo?
Agora durante a pandemia tivemos três frentes de trabalho: os plantões através do Robô, vídeos gravados e enviados aos pacientes em forma de apresentação e vídeos chamadas individuais com pacientes.
Os plantões com o robô é uma experiência incrível, nos fez retornar aos corredores e quartos do hospital mesmo atrás das telas. Os plantões têm a mesma qualidade e mesma transformação de quando estamos lá presencialmente, é indescritível a reação dos pacientes.
Outro dia eu estava atuando em uns desses plantões e o paciente, além de muito agradecido pela visita, fez questão de me fazer "tocar aqui" mesmo que pela tela. Isso mexeu comigo e me mostrou que o mundo está sentindo muita falta do toque, do contato, mas que ainda assim é possível se reinventar até na forma de demonstrar carinho. Porque eu realmente fui capaz de sentir carinho que ele estava me mandando com aquele "toca aqui"!
Os vídeos que gravamos e enviamos a um outro hospital é para pacientes que estão em recuperação de vícios, então eles ficam um bom tempo no hospital, aproximadamente noventa dias. Quando a pandemia começou sentimos muito porque sabíamos a falta que eles sentiriam de novidades, de visitas, de nós!
Então a maneira que encontramos de estar mais próximos foi enviando vídeos. Entramos em contato com os profissionais do hospital, pegamos uma lista com o nome dos pacientes que estavam lá naquele período e fizemos um vídeo direcionado a eles. No vídeo atuamos da mesma forma que presencialmente para que eles fossem capazes de sentir-nos presente.com.br
Então a equipe reuniu os pacientes em uma sala de vídeo e apresentou o vídeo a eles, gravando a reação para que pudéssemos ver também como foi a aceitação e foi incrível! Eu me emociono só de lembrar. Eles interagiram, vibraram quando ouviram seus nomes, choraram e sorriram muito! É lindo saber que a tecnologia nos auxilia também nesse processo de levar transformação!
E nós ficamos muito felizes em poder contribuir no procedimento de reabilitação deles, pois sabemos que é um momento muito delicado que estão vivendo e a alegria e o trabalho dos doutores palhaços auxiliam nesse processo, principalmente fazendo com que eles se sintam importante e lembrados, pois muitos deles não possuem o apoio da família.
E os vídeos chamadas individuais, o projeto que carinhosamente chamamos de Doutor Palhaço Direct, são realizadas diretamente ao paciente, na maioria das vezes combinamos com a equipe de enfermagem e eles levam o celular até o paciente para realizarmos essa visita virtual.
Quando a pandemia começou também sentimos bastante por uma paciente que mora em um dos hospitais que visitamos e não recebe muitas visitas, então sabíamos que ela sentiria com certeza a nossa ausência. Foi aí que nasceu esse projeto.
Quando ligamos pra ela pela primeira vez: uau! Como ela ficou feliz! Ela é uma senhora com Alzheimer então achávamos que talvez não fossemos ser reconhecidos. Que nada! Ela viu o vídeo e disse em euforia "Ahhhh! Os meus amigos do circo!”, como ela carinhosamente nos chama, e foram apenas vinte minutos de conversa, mas foi lindo! E ela também pôde entrar em nossa realidade, disse que ficou feliz demais em conhecer a casa em que moramos no circo.
Agora em 2021 pretendemos continuar expandindo esses atendimentos, principalmente o atendimento do doutor palhaço via Direct, pois o trabalho com o robô, infelizmente, ainda é feito em apenas um dos sete hospitais que visitamos, já que os demais ainda não contam com essa tecnologia.
Esse é o nosso trabalho e nossa missão. Ainda que daqui, de longe e atrás das câmeras e das telas, com a mesma garra, o mesmo amor, a mesma alegria e vontade de transformar todos os ambientes.
Porque esse é o nosso trabalho, esse é o nosso lema, e não cansaremos de espalhar para os quatro cantos do mundo que o Seu sorriso é a nossa alegria!
Gostou do nosso trabalho? Quer conhecer mais sobre o projeto Doutor Palhaço Direct? Entre em contato com o TIA através do site www.tia.org.br e das redes sociais @ongtiaterapia.
Contar com a colaboração e ajuda de pessoas de fora faz com que expandamos nossa de mundo e posição a respeito das dificuldades que aparecem. Se nos permitirmos, ao abrir-nos a novas experiências enriqueceremos nosso mundo e poderemos levar a riqueza de valores e experiências a outros também.
O trabalho voluntário é capaz de mudar vidas e, agora, descobrimos que não precisamos estar fisicamente perto, basta que conectados por nossas energias.
Ajude as causas em que acredita, seja voluntário da forma como puder ajudar!
Se cadastre em www.freehelper.com.br para receber vagas de voluntariado especializado e poder deixar sua marca junto às organizações que transformam vidas!
A ONG TIA deseja a você uma vida transbordante em sorrisos!

Caroline Oliveira

Presidente ONG TIA

Presidente e Fundadora da Associação Terapia Intensiva de Amor- TIA e é palhaça há 13 anos.

               

Lições de Design Thinking para Projetos de Impacto Social

22 de julho

continue lendo

A importância do psicólogo no combate ao abuso sexual infantil

08 de julho

continue lendo

Entre em contato conosco

Envie um e-mail para contato@freehelper.com.br

Cadastre-se