ONGs como atores fundamentais para o desenvolvimento econômico e social

24 de março de 2022.

 

ONGs e OSCs

Organizações Não Governamentais (ONGs) ou Organizações da Sociedade Civil (OSC) são organizações sem fins lucrativos que realizam ações solidárias de diversos tipos para públicos específicos. Essas ações podem ser, por exemplo, distribuições de alimentos, cestas básicas, roupas e cobertores, apoio financeiro e educacional ou, até mesmo, formação política e cidadã. Existem também um tipo um pouco mais incomum: ONGs que focam em ajudar e apoiar o trabalho de outras ONGs.

A FreeHelperé uma dessas organizações sem fins lucrativos que promove impacto social conectando seus voluntários a ações profissionais em outras organizações.

• ONGs e OSCs de distribuição de produtos materiais

ONGs que fazem distribuições de produtos materiais são algumas das mais comuns e mais conhecidas no Brasil, e que se fizeram conhecer, especialmente, durante a pandemia da COVID-19 e das dificuldades trazidas por ela.

Alguns exemplos de ONGs desse tipo são a Impactação, que atua em duas comunidades da cidade de Osasco; o Amigos do Bem, que atua no Sertão brasileiro e o Instituto Alimentar, que atua em comunidades da cidade de São Paulo.

Figura 1: Site Instituto Alimentar
 

Tanto a Impactação quanto o Instituto Alimentar possuem também projetos complementares, que buscam levar cultura e educação, na tentativa de acelerar o desenvolvimento das comunidades em que atuam.

• ONGs e OSCs de apoio financeiro e educacional

No Brasil ainda é difícil encontrar ONGs e OSCs que realizam empréstimos e/ou financiamentos, sejam eles para estudantes, sejam para qualquer outro público. Isso acontece em razão da economia pouco estável do Brasil, especialmente se considerarmos do ano de 2013 até hoje.

Nos Estados Unidos há uma ONG chamada Kiva que se propõe a expandir o acesso financeiro de forma a ajudar comunidades menos afortunadas a se desenvolverem e progredirem. Os valores arrecadados através de doações servem para financiar educação, projetos e negócios de cidadãos desbancarizados ou que não possuem acesso a produtos financeiros como empréstimos e financiamentos.

Mas há uma contrapartida: para que a ONG continue em ação e ajudando cada vez mais pessoas, aqueles que recebem o financiamento a juros 0% precisam, de alguma forma e em algum momento, retornar a quantia emprestada.

• ONGs e OSCs de formação política e cidadã

Outro exemplo de ONGs que têm sido cada vez mais frequentes no mundo todo são as que fornecem formações e até mesmo informação política. No Brasil, a Rede de Ação Política pela Sustentabilidade – RAPS, o Centro de Liderança Pública – CLP e o Politize são alguns exemplos.

A RAPS oferece, aos chamados Líderes RAPS, formações em temas relacionados a campanhas eleitorais e mandatos políticos. Já o CLP conta com módulos de formação de gestores públicos em parceria com renomadas universidades.

Por fim, o Politize atua levando informação, especialmente através de seu site, sobre história, filosofia, sociologia e política. Ela compartilha artigos de qualidade, os quais são escritos por profissionais de diversas áreas, que fazem uso sempre de uma linguagem didática e acessível.

• ONGs e OSCs que ajudam outras ONGs

Apesar de não tão comum, talvez você já conheça alguma delas, mas não saiba bem o que ela faz ou não tenha percebido que esse é o seu trabalho. Como exemplo temos a FreeHelper: ela conecta ONGs e voluntários especializados em diversas áreas. Ela se trata de uma rede de voluntariado executivo e tem como objetivo profissionalizar e aumentar o impacto das ONGs, estejam elas no Brasil ou no mundo.

E o mais surpreendente é que o processo é um tanto quanto simples (para os voluntários!). Você se cadastra no site e pronto. Depois disso, basta ficar ligado no seu e-mail e redes sociais que as vagas aparecerão por lá. Quando surgir uma vaga que você tenha interesse, é só clicar no próprio botão no fim do e-mail que você entrará em contato com a galera da FreeHelper e eles farão a ponte entre você e a ONG que você gostaria de ajudar.

 

A FreeHelper se preocupa em construir parcerias e relacionamentos duradouros, fornecendo, assim, uma verdadeira rede de apoio para que o processo seja eficaz e eficiente.

• O impacto na sociedade

Apesar das dificuldades de financiamento, de arrecadar verbas e doações constantemente e das diversas críticas em relação a seus modelos de negócio, o papel das organizações sem fins lucrativos é extremamente relevante para a sociedade como um todo.

Um dos pontos mais importantes da atuação de ONGs e OSCs é que elas atuam justamente em locais em que seus governantes, muitas vezes, não conseguem atingir. Seja pela maior necessidade de verbas públicas, seja pela falta de interesse: são essas organizações que suprem, muitas vezes, necessidades básicas e essenciais de populações carentes, ajudando a trazer desenvolvimento e melhores condições de vida.

Nem todos as ONGs citadas acima trabalham exclusivamente com populações em situação de vulnerabilidade social, entretanto, a maioria delas visa auxiliar também grupos sociais que não poderiam arcar com custos para atender a treinamentos e formações, por exemplo.

Um outro tipo de ONG que impacta a sociedade, principalmente em comunidades carentes, são as responsáveis por fomentar o empreendedorismo entre os moradores de comunidades. Essas ONGs costumam auxiliar alunos e moradores que tenham como sonho abrir o seu próprio negócio.

Não necessariamente a abertura desses pequenos empreendimentos é financiada pela ONG, mas o futuro empreendedor conta com toda a expertise e suporte de membros e voluntários para realizar cálculos de capital de giro e investimentos, desenvolvendo conhecimento sobre profissionalização do negócio e até mesmo sobre ações de marketing para expansão.

Ações como essa possuem como consequência o fomento do empreendedorismo e o aumento da renda média das famílias, ajudando a desenvolver econômica e socialmente uma determinada região. O impacto desse tipo de atuação pode ser extraordinário.

• As “novas” ONGs

Apesar de todo o impacto positivo que essas organizações podem desempenhar na sociedade, é de senso comum que elas costumam enfrentar dificuldades de manutenção e financiamento. Campanhas de doações são frequentemente necessárias e precisam engajar grande número de pessoas.

No Brasil, historicamente, somos desconfiados. Isso faz com que ONGs brasileiras tenham um desafio ainda maior em capitar, uma vez que o cidadão tem dificuldade de acreditar que o dinheiro doado realmente vai para a causa e que não haverá desvios.

Dadas as diversas críticas e desconfianças enfrentadas pelas ONGs, têm surgido cada vez mais empreendimentos sociais. Esse tipo de negócio é caracterizado como uma empresa criada para solucionar um problema social – assim como as ONGs tradicionais.

Mas o que os diferencia de ONGs tradicionais é que eles são autossustentáveis. Geralmente arrecadam através da comercialização de produtos ou serviços e possuem investidores – nem sempre fixos. Os investidores recuperam seus investimentos, porém a empresa não distribui dividendos e todo o lucro gerado é utilizado para ampliar o seu impacto social.

Além de possuírem um poder de atuação maior, empreendimentos sociais são capazes de escalar com maior facilidade em relação a ONGs, ampliando o seu escopo de atuação mais rapidamente e impactando uma maior quantidade de pessoas em menos tempo.

Já imaginou o que a atuação conjunta de ONGs e Empreendimentos Sociais pode gerar em termos de desenvolvimento no nosso país?

Ana Beatriz França

Internacionalista

Ana Beatriz é internacionalista, pós-graduada em Inovação, Design e Estratégia. Já atuou no terceiro setor tanto como voluntária quanto em áreas de projetos, atuou em empresas privadas em áreas de infraestrutura e saneamento básico e em órgãos governamentais. Atualmente é colunista política do Jornal140, escreve para blogs como Medium e possui iniciativas voltadas à educação política.

               

Você já conhece a história da FreeHelper?

continue lendo

O ano de 2021 e o impacto no Terceiro Setor

continue lendo

Entre em contato conosco

Envie um e-mail para contato@freehelper.com.br

Cadastre-se