Análise de Impacto para Projetos Sociais

08 de abril de 2021
Find the english version in the end of the article.
“Eu quero mudar o mundo!”
Isso é o que eu escuto de praticamente toda jovem liderança que já conheci. O que eu respondo? “Eu também!” Mas como fazer essa mudança acontecer? E como eu posso ter certeza de que o meu projeto está realmente mudando o mundo?
É importante entender bem as necessidades das nossas comunidades, ter um time comprometido e, é claro, fazer uma boa análise de estratégia de impacto social para avaliar se a mudança está acontecendo e através de quê.
Eu gostaria de falar hoje sobre uma ferramenta que pode te ajudar a pensar na mudança que você quer ver através do seu projeto de impacto social. Ela se chama Teoria da Mudança. Primeiro, vamos começar com o básico:
O que é impacto social?
É o efeito que seu projeto causa às pessoas e ao ambiente onde as atividades acontecem. Impacto social “positivo” ocorre quando várias atividades resultam em uma melhora no bem-estar, acesso aos direitos humanos e outros benefícios para todas as pessoas que são, direta ou indiretamente, afetadas pelo projeto.
O que é análise de impacto social?
Análise de impacto social se refere ao processo de avaliação de curto, médio e longo prazo das suas atividades em um grupo e individualmente, em uma comunidade ou região, afetados de forma direta ou indireta.
Por que devemos analisar o impacto?
Analisar o impacto das suas atividades enquanto líder de projeto de impacto social é crucial e pode te ajudar a:
● Compreender melhor os efeitos diretos e indiretos do seu projeto;
● Encontrar pontos de melhoria na forma como você entrega suas atividades, produtos e serviços;
● Entender como beneficiários e stakeholders ("partes interessadas") veem seu trabalho e seus resultados;
● Comunicar melhor a importância do seu trabalho a seus potenciais apoiadores, doadores e investidores;
● Celebrar seu trabalho e também as contribuições dos membros do seu time! Agora que você sabe o que é análise de impacto social e o motivo pelo qual você deve se preocupar com isso, vamos conhecer a Teoria da Mudança!
O que é Teoria da Mudança?
A Teoria da Mudança (TdM) é um método visual para delinear mudanças que motivam projetos de impacto social. Ela te ajuda a alinhar os “porquês” de se realizar o projeto com o que vai ser feito e quando vai ser feito. Ela também serve para ajudar a construir projetos, monitorar e avaliar estratégias, metodologias de coleta de dados e materiais de comunicação com stakeholders. A TdM tem cinco pontos que devem ser considerados:
Recursos: os materiais, informações e conhecimentos que você e seu time devem ter para serem capazes de executar as atividades do projeto. São expressados com substantivos (contas em redes sociais, avaliações e pesquisas, papel e caneta etc.)
Atividades: as tarefas que serão realizadas durante a execução do projeto, expressadas em verbos (performar, prover, criar, entregar, ensinar, fazer etc.)
Resultados: os efeitos diretos causados pelas atividades. São melhor expressados por verbos no tempo passado (feito, entregue, treinado etc.), ou verbos que expressam uma mudança de estado (tornar-se; ter; sentir; entender; etc) Objetivos: os efeitos de curto prazo das suas ações, expressados por palavras que caracterizam uma mudança percebida pelas pessoas atingidas pelo projeto (aumentou, diminuiu, melhorou etc.)
Impacto: os efeitos de longo prazo causados pelas suas ações, representados pela expressão“contribuir para”, pois mudanças sociais raramente são causadas por apenas um fator isolado (por exemplo: “contribuiu para a redução do desemprego em São Paulo”).
Ao liderarmos um projeto de impacto social, nós estamos contribuindo com a diminuição de problemas sociais, mas, infelizmente, não de modo a acabar com eles completamente. Qualquer impacto positivo gerado auxilia os esforços para criar uma mudança sustentável.
Observe na imagem acima que o impacto pretendido é “colaborar com um aumento da taxa de habitação” em uma certa localidade. Para que isso ocorra, tijolos e outros materiais de construção serão necessários como recursos. As atividades envolvem a construção de casas e seus resultados serão novas moradias para famílias vulneráveis. Os objetivos desse projeto são o aumento do sentimento de felicidade e de segurança dessas famílias com as novas casas. A longo prazo, o impacto desejado será também alcançado.
Ao desenvolver sua Teoria da Mudança, garanta que todos os passos sejam complementares e que forneçam os resultados e conhecimentos que você precisa para seguir adiante no projeto. Para ter certeza de que isso vai acontecer, leia sua TdM de baixo para cima (dos recursos ao impacto), seguindo a linha de raciocínio “se tivermos isso, então teremos aquilo”.
Para entender melhor, imagine que sua meta seja oferecer workshops de soft skills para jovens profissionais, a fim de auxiliá-los a se tornarem melhores líderes para suas comunidades.
SE tivermos papéis, canetas e facilitadores com experiência na área (recursos), ENTÃO nós poderemos desenvolver workshops de alta qualidade (atividades).
SE oferecermos workshops de alta qualidade em soft skills (atividades), ENTÃO jovens profissionais poderão sentir um aumento da confiança em si mesmos e em suas habilidades (resultados)
SE jovens profissionais aumentarem suas soft skills (resultados), ENTÃO eles se tornarão melhores líderes e seus times performarão melhor (objetivos).
SE jovens profissionais se tornarem melhores líderes e seus times tiverem uma melhor performance (objetivos), ENTÃO nós poderemos contribuir na promoção do crescimento econômico em suas comunidades.
Como você pôde ver neste exemplo, todos os passos da Teoria da Mudança devem estar alinhados e conectados. Eles são a base para qualquer estratégia de mensuração de impacto.
Coisas para ter em mente ao desenvolver sua Teoria da Mudança
Aqui estão algumas coisas importantes que você sempre deve ter em mente enquanto desenvolve, discute e monitora seu projeto da Teoria da Mudança:
1. O impacto do projeto não é a mesma coisa que os resultados obtidos.
Um erro comum dos líderes é falar apenas dos resultados ao comunicarem o impacto de seus projetos. Mas fazem um bom trabalho relatando quantas pessoas foram atingidas, o que elas aprenderam ou quais atividades foram realizadas pelo time.
2. Impactos realmente efetivos acontecem a longo prazo.
Impactos acontecem quando o projeto vai além dos resultados e objetivos e contribuem para mudanças significativas na comunidade onde o projeto foi implementado. Mesmo a menor das mudanças deve ser identificada e celebrada, até porque a maioria dos projetos começa pequeno. Medir seu impacto te ajudará a entender como escalar o projeto mantendo uma alta qualidade e considerando o efeito real que ele proporcionará.
3. A sua Teoria da Mudança deve envolver todos os membros do seu time e também os stakeholders.
Envolver todos durante o design do seu projeto é o ideal, pois permite que todos contribuam com suas perspectivas sobre o que deve ser feito para que todas as necessidades sejam atendidas.
4. Sempre seja honesto sobre seu impacto.
Se o seu impacto ainda não é o que você gostaria que fosse, não tenha medo de reavaliar, redesenhar, de buscar entender melhor a perspectiva da comunidade e adaptar. Como empreendedor social, combater um problema é mais importante que estar certo. Está tudo bem se você errar: erros são importantes para ajustar as coisas quando elas saem diferente do esperado. Além do mais, se você perceber que suas atividades estão tendo um impacto negativo você pode procurar maneiras de mitigar estes efeitos, ao invés de ignorá-los.
5. Seja transparente.
Mostre seus indicadores, sua análise de estratégia de impacto, e como você chegou nestes números e seus insights sobre eles. Tudo deve ser compartilhado. Isso irá aumentar a sua credibilidade e atrair mais potenciais investidores.
6. Mantenha sua determinação, coração e mente abertos.
Quando você for implementar seu projeto, mantenha seu coração aberto para qualquer feedback que você venha a receber; mente aberta para considerar todas as mudanças que sejam necessárias e mantenha a determinação para sempre testar novas formas de trabalho e realizar tais mudanças. Está tudo bem se você não tiver todas as respostas agora, desde que você se mantenha aberto para elas no futuro.
Eu espero que estas informações sejam úteis para você e todo o seu time. Recomendo que você leia mais sobre monitoramento e avaliação de impacto social através das ferramentas de análise de impacto da Global Changemakers. Clique aqui para baixar o manual completo!

Impact Analysis for Social Projects

"I want to change the world!"
This is what I hear from almost every young project leader I meet. What do I answer? Well, "me too"! But how does change happen? And how do we make sure our projects are really changing the world?
It takes a very good understanding of the needs of our communities, a committed team and, of course, a good Social Impact Analysis strategy, to assess whether change has happened and what caused it.
In this article, you will learn about a useful tool to think of what change you want to see through your social impact project, the Theory of Change. First, let's start with the basics:
What is social impact?
Social impact is the effect of activities on people and the environment where those activities took place. "Positive" social impact refers to a positive outcome of those activities, resulting in better well-being, access to human rights and other benefits for the people directly and indirectly affected by them.
What is social impact analysis?
Social impact analysis refers to the process of evaluating the short, medium and long term outcomes of your activities on a group of individuals, a community or a region, both directly and indirectly.
Why should we analyse impact?
Analysing the impact of our activities when leading social impact projects is crucial, as it helps project leaders to:
● better comprehend the direct and indirect effects of you projects;
● find rooms for improvement in the way you deliver your activities, products and services;
● understand how your beneficiaries and other stakeholders view your activities and outcomes from their perspective;
● better communicate the importance of your work to potential supporters, donors and investors;
● celebrate your work and appreciate your team members for their contributions!
Now that we know what is social impact analysis and why we should care about it, let's dive into the Theory of Change!
What is the Theory of Change?
The Theory of Change (ToC) is a visual methodology that outlines the social change that motivates a social impact project. It helps us align our "why" with what will be done and how. It also serves as a foundation to build a project's monitoring and evaluation strategy, data collection methods and communication materials for stakeholders.
The ToC has four levels:
Inputs: the materials, information and knowledge you and your team need to be able to perform the project's activities. Inputs are usually expressed in nouns (e.g. social media accounts; needs assessment survey; papers and pens; etc).
Activities: the tasks that will be performed during the project's execution. Better expressed with verbs in their base form (e.g. perform; provide; create; deliver; teach; make; etc).
Outputs: the direct effects that will be caused by the activities. Better expressed through verbs in the past tense (e.g. done; delivered; produced; trained; taught; etc) or through linking verbs (e.g. to be; to become; to remain; to turn; to grow; etc).
Outcomes: the short-term effects of the outputs. Better expressed through words that describe a perceived change in behavior or state (e.g. increased, decreased, improved, etc).
Impact: the long-term effects caused by the outcomes. Commonly expressed using the verb "contribute to", as social change is rarely caused by only one actor alone (e.g. "contribute to reducing the levels of youth unemployment in Manila"; "contribute to increasing the well-being of girls in Brazil"). Whenever we lead a social impact project, we are contributing to mitigating a social issue, and not completely solving it. Any positive impact we create will add to existing efforts to create sustainable change.
Note that, in the example illustrated to the left, the intended impact is to "collaborate with an increase of the housing rates" in a certain location. To do so, inputs include bricks and other construction materials. Activities include building the house. As a result of that, the output is new houses that will be ready for vulnerable families. This project's outcome is that families will feel happier and safer in their new homes. In the long-term, the impact goals will be reached.
While creating your Theory of Change, always make sure that each step complements the other and provides the results and knowledge you need to move forward in the project. To make sure this happens, read your ToC from bottom to top (activities to impact), using the works "if, then". Here is another example.
Let's imagine that our goal is to host soft skills workshops for young professionals in our community to help them become better leaders.
IF we have papers, pens and experienced facilitators (inputs), THEN we will create and host high quality workshops on soft skills (activities).
IF we host high quality workshops on soft skills (activities), THEN young professionals will increase their knowledge and confidence of them (outputs).
IF young professionals increase their knowledge and confidence of soft skills (outputs), THEN they will become better leaders and their teams will perform better (outcome).
IF young professionals become better leaders and their team perform better (outcome), THEN we will contribute to promoting economic growth in our community.
As you can see from this example, all levels of the Theory of Change must be aligned and connected. This is the foundation of any impact measurement strategy.
Things to keep in mind while creating your Theory of Change
Here are some important things you need to always have in mind while creating, discussing and monitoring your project's Theory of Change.
1. A project's impact is not the same as its output outcomes.
A common mistake when project leaders communicate their projects' impact is that they stop at the outputs on outcomes. They do a great job to communicate how many people were reached, what they learned from a training session or what activities have been performed by the project team.
2. Effective impact happens on the long-term
Impact happens when the project goes beyond the output and outcome levels and contributes to meaningful change at the location where it was implemented. Even if such a change is small, it should be identified and celebrated. In fact, many projects begin small. Measuring your impact will help you understand how to scale it while keeping a high quality and considering the real effects it has had.
3. Your Theory of Change should involve your team members and other stakeholders
Involving those groups while designing your project is an ideal scenario, as it allows them to contribute with their own perspectives on what should be done to address their needs.
4. Always be honest about your impact.
If you notice that your impact is not what you intended it to be, don't be afraid to re-evaluate, re-design, listen to your users' perspective, and adapt. As social entrepreneurs, tackling a problem is more important than proving yourself right. It's okay to make mistakes and it's crucial to adapt when something goes different than expected. Also, if you notice a negative impact of your activities, find ways to mitigate them, instead of ignoring them.
5. Be transparent.
Show your evidence, your impact analysis strategy, and how you arrived at the numbers and insights you are sharing. This will increase your credibility and even your chances of attracting potential investors!
6. Keep an open heart, open mind and open will.
As you implement your project, keep an open heart to any feedback you receive; an open mind to consider making the necessary changes and an open will to always improve and test out new ways of intervening in the problem you want to mitigate. It is okay not to have all the answers right away, so long as you are open for them.
I hope this information is useful for you and for your team. I highly encourage you to read more about monitoring and evaluating social impact through the Global Changemakers Impact Analysis Toolkit. Click here to download the full toolkit!

Yasmin Morais

Global Changemakers´s Program Manager

Yasmin ama usar suas habilidades e recursos para criar um mundo melhor. Ela gerenciou diversos projetos que vão de educação à inclusão e igualdade de gênero em diferentes países. Atualmente, ela trabalha como gerente de programas na Global Changemakers, ajudando outros jovens a criar e implementar projetos impactantes em suas comunidades! Yasmin is passionate about using her skills and resources to create a better world. She has managed diverse projects ranging from education to inclusion and gender equality in different countries. Currently, she works as a Programmes Manager at Global Changemakers, helping other young people to create and implement impactful projects in their communities as well!

               

Relatos de experiências: o trabalho voluntário pelo olhar de quem acredita

13 de maio d

continue lendo

Menos muros, mais pontes

06 de maio d

continue lendo

Entre em contato conosco

Envie um e-mail para contato@freehelper.com.br

Cadastre-se